Abel aprova novo gramado do Allianz e cita clima da torcida Palmeiras: “Sentimos um nervosismo”

O Palmeiras finalmente retornou ao Allianz Parque depois de dois meses. O retorno foi especial e contou com a vitória do Verdão por 1 a 0 sobre o Novorizontino, resultado que garantiu a equipe de Abel Ferreira na decisão do Campeonato Paulista. O técnico Abel Ferreira aprovou o novo gramado e comentou o clima dos mais de 40 mil torcedores presentes no local.

“Foi a primeira vez que nos reunimos aqui com o gramado em novas condições, é ótimo jogar aqui e aos pouquinhos vamos nos adaptando à velocidade. O que vemos aqui meus jogadores gostam, eu gostei. Ontem fiz questão de jogar com eles para ver como os meus joelhos iriam reagir ao final do treino, mas tive que ir rapidamente fazer gelo porque meus joelhos já não aguentam”, disse Abel.

Nesse período em que o Palmeiras esteve longe de seu estádio, houve uma reforma no gramado, que consistiu em remover os termoplásticos e aplicar a cortiça. Antes disso, o treinador expressou diversas vezes sua insatisfação com as condições do campo de jogo.

Assim como os torcedores, o técnico Abel Ferreira vivia a expectativa de retornar ao Allianz Parque. O treinador sempre opinou que mesmo como mandante, o Palmeiras estava jogando fora de casa na Arena Barueri, que sediou cinco jogos do Verdão nesse período. Abel revelou que a ansiedade dos 40.448 torcedores foi passada um pouco para os jogadores. Abel, porém, tentou tranquilizá-los no intervalo.

“Foi a primeira vez depois de tanto tempo sem ficar com o sintético com 40 mil. Estávamos todos um pouquinho nervosos. É normal querer ter um bom desempenho diante do nosso público, queríamos marcar logo, mas o adversário também tem seus méritos. Sentimos um nervosismo tal como nós queriam muito ganhar para estar na final. Disse isso para os jogadores no intervalo: tenham calma, acho que está passando a ansiedade dos torcedores para nós. Depois voltamos a sentir nossos torcedores. Precisamos deles nesse momento. Cantem por nós, depois no final podem descontar o que quiserem”, revelou Abel.

“Sentimos um nervosismo vindo de fora, nossos torcedores estão sempre à espera de termos que ganhar. Os jogos são diferentes. Até o gol, os jogadores sentiram o nervosismo vindo de fora para dentro e precisamos que continuem apoiando em todos momentos, como tem feito. Tivemos uma interrupção e precisamos jogar fora. Peço que venham nos apoiar, que acreditem na equipe. Parece fácil, mas nos últimos quatro anos há um denominador comum: o Palmeiras chega e disputa. Se vai ganhar ou não, não sei. Se ganhar é normal, se não é um fracasso. Não vejo as coisas assim. É isso que prometo, ter uma equipe competitiva, disputar e ganhar. Isso que temos feito”, finalizou.

O Palmeiras disputará sua quinta final consecutiva de Campeonato Paulista. O técnico Abel Ferreira irá para sua quarta final. Ou seja, o treinador foi finalista de todos os Estaduais desde que chegou ao Palmeiras. Venceu em 2022 e 2023 e ficou com o vice em 2021. Neste ano, a equipe luta pelo tricampeonato consecutivo.

A decisão será contra o Santos em jogo de ida e volta. A primeira partida deve acontecer neste domingo, às 18 horas (de Brasília), na Vila Belmiro.

Leave a Comment

https://t84c3srgclc9.com/rjrpb48dz?key=c38958a4ffe9b8345315d4a4ae538dc3